1 de abr de 2011

Sozinho


Sozinho a refletir
só penso em você
e no quanto sofri
por te querer.

Sozinho a pensar
comparo-nos a uma flor
que nasceu, desabrochou
mas no final murchou e secou

Sozinho a procurar
a razão do meu viver
pois nem mesmo meus poemas
me animam sem você

Tu foste meu grande amor
minha eterna paixão
tu foste a tempestade
que avassalou meu coração
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário