26 de abr de 2011

Morte 2



A morte que me ronda
a morte que me cerca
a morte que rasga
e em mim se apega

A morte me suga
a morte que me atrai
a morte que me beija
e minh'alma desfaz

A morte que arrasa nações
a morte que sinto no peito
a morte que envolve
a cada vez que me deito

No beijo frio
de uma morte infeliz
sinto que enquanto forte
eu não lutei pelo que quis

A morte que me rondou
e me estraçalhou enquanto forte
me abraça e me beija
no último canto da morte

Nenhum comentário:

Postar um comentário